sexta-feira, 23 de dezembro de 2011

COMUNICADO AO POVO DE DEUS

Dom Matias Patrício de Macedo


Caríssimos irmãos e irmãs,
Dom Jaime Vieira Rocha
          De acordo com as leis canônicas da Igreja, o Bispo que tiver completado 75 anos é solicitado a apresentar a renúncia do seu ofício ao Sumo Pontífice, o Papa (Cân. 401). Foi isso o que eu fiz desde abril passado. Dois meses depois, o Santo Padre me respondeu que aceitava o meu pedido, mas continuasse nas mesmas funções até o anúncio e a chegada do sucessor.
          Passados oito meses, o representante do Santo Padre aqui no Brasil, o Sr. Núncio Apostólico, mandou-me uma correspondência cujos tópicos principais apresento:
          “Excelência, venho com a presente comunicar-lhe que o Santo Padre Bento XVI, acolhendo o seu pedido de renúncia ao governo pastoral da Arquidiocese de Natal, dignou-se nomear seu sucessor nessa sede episcopal o Excelentíssimo Dom Jaime Vieira Rocha, até o momento Bispo de Campina Grande, Paraíba..
Comunico ainda que, a partir do momento da publicação, Vossa Excelência permanecerá como Administrador Apostólico com faculdade de Administrador Diocesano, até a posse do seu sucessor...
Ao comunicar o quanto precede, quero agradecer a Vossa Excelência, em nome também da Santa Sé, os anos de fecundo ministério episcopal desenvolvido com generosidade nessa Arquidiocese...
Confiando ao Senhor a sua digna pessoa, para que continue assistindo Vossa Excelência com as suas bênçãos, valho-me da oportunidade para confirmar-me com sentimentos de fraterna estima e consideração. Dom Lorenzo Baldisseri – Núncio Apostólico”.
Acredito que todos nós estamos felizes com a nomeação de Dom Jaime. Não somente porque a sucessão apostólica, na pessoa do novo Arcebispo, não se interrompe, mas também porque o nomeado é um filho desta Igreja Particular que está em Natal. Natural de Tangará, 65 anos de idade. Os seus 20 anos de ministério presbiteral foram exercidos a serviço desta Arquidiocese tanto nas paróquias de Pendências, Macau, São Rafael, Santana do Matos e Lajes, como no Seminário sendo Reitor. Aqui, Dom Jaime foi eleito Bispo para Caicó. Teve ele a felicidade de ter sido sagrado Bispo pelo Beato João Paulo II, em Roma, em janeiro de 1996.
Em 2005 foi transferido para Campina Grande (PB), como meu sucessor. No Regional Nordeste 2, foi vice-presidente e bispo referencial de alguns setores como Ministérios e Vocações.
A sucessão ou transferência de um Bispo, este fato deve ser visto dentro de um clima de normalidade e de um espírito de fé que acolhe bem o sucessor e exclama: “Bendito o que vem em nome do Senhor”. A Igreja, sabiamente, administra essa realidade. Não é novidade. É um fato normal que sempre aconteceu e acontecerá até o fim dos tempos com a proteção do grande e Bom Pastor: “Eis que estou convosco todos os dias, até o fim dos tempos” (Mt 28, 20b). Só com essa presença garantida por Jesus é que poderemos desempenhar a missão. Só evangelizaremos bem a partir do encontro com Jesus.
A partir deste comunicado de nomeação do novo Arcebispo de Natal, esta Sede Arquiepiscopal é considerada vacante até a posse de Dom Jaime. Neste período de vacância, eu me torno Administrador Apostólico de Arquidiocese. Cessam os conselhos pastoral e presbiteral, como também as funções de Vigário Geral e Vigário Episcopal. No entanto, por ocasião das missas, na oração eucarística permanece o nome do Administrador.
Neste momento de expectativa e preparação para o Natal do Senhor, no próximo domingo, e para a chegada, em fevereiro, do novo Pastor, aproveito para transmitir a minha gratidão a todo este querido povo que faz a Igreja de Natal, aos gestores civis e militares e a todos aqueles que me ajudaram a exercer, nestes quase oito anos, o Ministério Episcopal nesta Arquidiocese. Perdoem-me as limitações. De modo especial, quero me dirigir aos queridos sacerdotes, religiosos, religiosas, membros dos vários serviços, movimentos e pastorais, como também aos que trabalham no Centro Administrativo e Pastoral da Arquidiocese. A todos declaro: sou um homem feliz, realizado e agradecido.
Ao caríssimo irmão Dom Jaime, os votos de boas vindas acompanhados das orações desta Igreja para que nela desenvolva um fecundo pastoreio.
Um Santo Natal e abençoado ano de 2012.
Natal (RN), 21 de dezembro de 2011.
Dom Matias Patrício de Macêdo