quinta-feira, 25 de novembro de 2010

A PAZ

Poesia enviada por um paroquiano para reflexão na semana da Paz

O sol que aquece o dia
Nos faz então observar
São coisas tão pequeninas
Que podemos realizar
Um sorriso para o irmão
Um beijo, um aperto de mão
Com carinho o outro abraçar.


Sinta o cheiro da flor
O despertar de cada ser
Veja o pássaro cantor
Sinta a paz do amanhecer
Beije cada criança
Distribua esperança
Reze ao anoitecer.

A paz se faz com respeito
Jogue fora a vaidade
Passe longe da inveja
Nunca queira a maldade
Encha o coração de amor
Lute com todo ardor
Por uma sincera amizade.

Ouça o silêncio do ser
Escute com atenção
Para encontrar a paz
Esta é tua obrigação
Serás então um juiz
Sem medo de ser feliz
Do teu próprio coração.


Elevo a Deus uma prece
Pelos países a guerrear
Crianças são massacradas
Com fome, sem lar pra morar
Desfaça o mal entendido
Pra que este povo sofrido
Possa na Paz mergulhar.

Norberto